30 de ago de 2014

Notícias da qualificação da pesquisa "Crianças e suas narrativas audiovisuais: o caminhar da pesquisa"

No último dia 20, na UniRio, aconteceu a banca de qualificação de mestrado de Renata Gazé, com a apresentação da pesquisa em processo “Crianças e suas narrativas audiovisuais”. O grupo de pesquisa CineNarrativas marcou presença e também recebeu as professoras da banca com carinho e admiração. Na banca estavam a professora Adriana Hoffmann Fernandes, orientadora de Renata Gazé, e as professoras convidadas Rita Ribes Pereira, do Programa de Pós Graduação em Educação da UERJ, e Claudia Miranda, do Programa de Pós Graduação em Educação da UniRio.


A pesquisa busca investigar a relação de apropriação das narrativas audiovisuais por crianças de 8 a 11 anos, através de oficinas de criação e produção de audiovisual, utilizando-se como metodologia a pesquisa-intervenção.
Hoje, as crianças são reconhecidas como autoras e produtoras das suas histórias, podem narrá-las através de áudio e vídeo e podem disponibilizá-las e transmiti-las também através das redes sociais da Internet, além das telas da tevê e do cinema, atingindo um público relativamente grande e com baixo custo. E então como as crianças se relacionam com este vasto universo envolvendo sons e imagens? Como adquirem conhecimentos específicos para lidar com essas narrativas e para construir as suas próprias a partir do que vêem nas telas? Que experiências trazem a partir do que vivenciam como receptoras e produtoras de cultura? Como isso aparece ou se relaciona com as suas produções?




Refletindo e tentando responder estas perguntas, a pesquisa em processo situa-se no campo dos debates sobre mídia e educação e sob a orientação teórico-metodológica dos Estudos Culturais latino-americanos. Baseia-se inicialmente nos conceitos de cultura e narrativa, entendendo a infância como protagonista desse processo. Foram realizadas oficinas, onde as crianças criaram e produziram narrativas audiovisuais e também foram realizadas entrevistas individuais com estas mesmas crianças. As percepções da pesquisadora até o momento foram expostas para a banca e foi possível pensar junto, ouvir e trocar impressões com as professoras, que por sua vez avaliaram que o material trazido e mostrado até aqui já indica que o campo foi suficiente e que a partir de agora vale um aprofundamento e uma exploração com novos olhares para este material, para assim concluir a pesquisa.
Renata Gazé

28 de ago de 2014

Notícias da defesa da pesquisa "Pedagogias da animação: professores criando filmes com seus alunos na escola"

Momento da defesa

No dia 18 de agosto tivemos mais uma defesa de mestrado em nosso grupo. A aluna Joana Milliet defendeu sua dissertação intitulada Pedagogias da animação: professores criando filmes com seus alunos na escola.
A sala de mestrado ficou lotada com a plateia interessada no trabalho. Na banca estavam presentes as professoras Carmen Sanches (UNIRIO), Adriana Frequet (UFRJ), o professor Pedro Garcia (UCP), além da orientadora da pesquisa, Adriana Hoffmann Fernandes.
Ouvindo os comentários da banca

O objetivo principal da pesquisa foi pensar sobre a possível criação de uma pedagogia da animação por parte de professores que realizam filmes de animação com seus alunos na escola. O termo pedagogia da animação, surge do pressuposto de que há gestos pedagógicos nos modos de fazer cinema e que cada professor desenvolve uma pedagogia própria a partir das escolhas feitas durante o processo de criação dos filmes de animação com seus alunos.   
A pesquisa realizada teve como sujeitos quatro professoras da rede municipal de educação do Rio de Janeiro que produzem filmes de animação com seus alunos em suas escolas. A metodologia utilizada foi a pesquisa-intervenção, baseada em entrevistas semiestruturadas e relatos feitos pelos professores sobre o desenvolvimento das animações; dinâmicas propostas ao grupo de professores durante encontros presenciais, entrevistas e textos das professoras já publicados sobre o assunto, sempre em diálogo com os filmes produzidos.
Joana com duas das professoras que participaram da sua pesquisa

A análise dos processos de realização dos filmes procurou enfatizar as sutilezas criadas pelos professores em suas formas de trabalho muito próprias, que geraram suas pedagogias da animação. A pesquisa buscou pensar a dimensão formativa do cinema no contexto escolar, foco das discussões em nosso grupo de pesquisa. Dimensão essa que pode ser percebida em diferentes ações, por diversos caminhos, mas que na pesquisa proposta se deu através do olhar sobre invenções e escolhas capitais dos professores para proporcionar a criação de filmes de animação na escola.
Entre os principais achados da pesquisa, destaca-se: as novas formas possíveis de narrar na contemporaneidade – sendo a narrativa elemento constituidor da dimensão humana; o intercâmbio de experiências entre professores e alunos – propiciado pelo fazer coletivo e a existência de um tempo e trabalho partilhados em um mesmo universo de prática e linguagem; as invenções de diferentes tempos e espaços na escola – mexendo com a ordem estabelecida no sistema escolar; que o professor pode também exercer um outro papel, diferente do estabelecido na hierarquia escolar, alguém que acompanha os alunos nas descobertas e corre riscos com eles e, finalmente, o cinema como elemento que deve estar na escola porque propicia a formação dos alunos.


            A banca ressaltou a qualidade do trabalho apresentado, destacando o texto bem escrito, a costura feita a partir dos achados no campo, a apresentação da metodologia, ressaltando que pode servir de inspiração para outros pesquisadores, além da importância do tema e do diálogo com os professores sujeitos da pesquisa para o campo da educação. A dissertação foi aprovada e recomendada para publicação.
Carmen Sanches (UNIRIO), sua orientadora da pesquisa, Adriana Hoffmann Fernandes, Joana, Adriana Frequet (UFRJ) e o professor Pedro Garcia (UCP)
Joana Milliet

25 de ago de 2014

Notícias da defesa da pesquisa "Jovens Youtubers: autoria e aprendizagens contemporâneas"

Jovens Youtubers: Defesa da Dissertação de Lucineia Batista

No último dia 13, aconteceu a defesa de dissertação Jovens Youtubers: autoria e aprendizagens contemporâneas, da mestranda Lucineia Batista, participante do nosso grupo. 

A pesquisa buscou conhecer um pouco mais sobre jovens produtores de vídeos, levantando os principais fatores que os levam a se relacionar com o audiovisual e apropriar-se dele, criando e recriando produtos culturais que põem em circulação, analisando aspectos sobre o que produzem, como produzem e os usos que fazem de sua produção. Foram investigados sete jovens, com idades entre 15 e 20 anos, que fizessem vídeos com regularidade, que não atuassem profissionalmente na área audiovisual, nem suas famílias. A pesquisa teve cunho qualitativo, com abordagem etnográfica, sendo realizada por meio de duas entrevistas adensadas, de aproximadamente 50 minutos cada.
Alguns achados apontaram para uma questão identitária, outros para as formas como aprendem de modo autônomo e em rede de pares, tendo de lidar com várias questões relativas ao mundo da indústria cultural, como o debate sobre autoria e direitos autorais, da ética e da negociação. Também mostrou a questão dos tempos precários, do consumo de aparatos tecnológicos enquanto pertencimento e símbolo de distinção entre eles.

 As professoras Rosália Duarte, da PUC-Rio, e Eliane Ribeiro, da UNIRIO, constituíram a banca, junto à prof. Adriana Hoffmann Fernandes, orientadora do trabalho.

A banca apreciou o trabalho, elogiando-o, ressaltando o ineditismo do tema, a metodologia utilizada na pesquisa e a boa redação. O capítulo 2, sobre pressupostos teóricos e metodológicos, pela sua clareza e descrição, foi indicado para leitura de outros jovens pesquisadores que tenham interesse em investigar por meio do sistema de rede. As professoras fizeram contribuições sobre formato e conteúdo e, ao final, o trabalho foi aprovado e indicado para publicação.


O grupo Cinenarrativas ganhou mais uma mestra: parabéns a todos os que participaram!


As fotos acima retratam alguns momentos desse dia tão especial. A primeira imagem é durante a defesa, seguida do parecer da banca e finalizando a comemoração da nossa nova mestra!

Lucineia Batista

21 de ago de 2014

Notícias da 13ª Jornada de Iniciação Científica

 A 13ª Jornada de Iniciação Científica da Unirio, que aconteceu entre os dias 12 e 15 de agosto, deu oportunidade de muitos bolsistas apresentarem seus subprojetos, inclusive duas integrantes de nosso grupo, Nilceia Lemos e Lucy Anna Diniz.

 Na última quarta feira (13 de agosto) a bolsista Lucy Anna Diniz apresentou o subprojeto de pesquisa "Cinema com áudio-descrição: Narrativas de Jovens Deficientes Visuais", contando de forma geral os primeiros passos de uma pesquisa realizada em parceria com a mestranda Margareth Olegário no Instituto Benjamin Constant.  Tal apresentação esclarece, até mesmo para nós, os contornos que nossa pesquisa vem tomando, e os caminhos que podemos seguir.

                                       Apresentação de Lucy Anna Diniz

No mesmo dia Nilcéia pôde apresentar os resultados de sua pesquisa com  o subprojeto intitulado "Formação de Professores e a Produção de vídeos:Reflexões sobre o processo formativo na Licenciatura em Pedagogia", apresentando a segunda fase de análise de entrevistas realizadas com 10 frequentadores do Cineclube Cine CCH com reflexões sobre a relação com o cinema em relação ao cotidiano e à produção de vídeos como parte da dimensão formativa dos estudantes de Licenciatura em Pedagogia.

                                        Apresentação de Nilcéia Lemos

Nas apresentações estavam presentes diversos estudantes e professores da instituição, bem como a avaliadora externa da área de educação, Rosália Duarte da PUC-Rio.

Lucy Anna Diniz e Nilcéia Lemos

7 de ago de 2014

13ª Jornada de Iniciação Científica


Esperamos por todos na 13ª Jornada de Iniciação Científica que será realizada nos dias 12, 13 e 14 de agosto. Nosso grupo de pesquisa será representado por Nilcéia Da Silva Lopes e Lucy Anna Diniz que apresentarão seu trabalho na pesquisa no dia 13, a partir das 14 horas. 
Para demais informações acesse a página do evento pelo link http://www2.unirio.br/unirio/iniciacaocientifica

Convite para as bancas de Agosto

No decorrer desse mês contaremos com quatro bancas das mestrandas do nosso grupo de pesquisa.


Lembrando que ocorrerão sempre na sala do mestrado que fica localizada no andar térreo do prédio CCH, na Unirio (ao lado dos caixas eletrônicos)
Para mais informações visitem o site do mestrado em educação da Unirio pelo link
http://200.156.24.143/index.php?mact=News%2Ccntnt01%2Cdetail%2C0&cntnt01articleid=145&cntnt01origid=15&cntnt01returnid=15

Estão todos convidados a prestigiarem nossas mestrandas. 

Endereço: Av Pauster, 485 - CCH - Urca - Rio de Janeiro - RJ