19 de out de 2012

Noticias da pesquisa na Jornada de Iniciação Científica da UNIRIO

Essa semana tivemos dois eventos na UNIRIO que tiveram a participação de integrantes do nosso grupo de pesquisa como informamos em postagem anterior. Trazemos aqui as notícias das participações dos membros do grupo na Jornada de Iniciação Cientifica que é o evento articulado diretamente a pesquisa. Na Jornada tivemos a apresentação de poster de Kelly e Erica a respeito do projeto REUNI e apresentação de poster da iniciação científica por Thamyres. Além disso, tivemos as apresentações orais da pesquisa que são destinadas as apresentações dos bolsistas mais antigos ou bolsistas PIBIC (bolsistas com bolsa de iniciação cientifica do CNpq) na qual temos sempre a presença dos professores orientadores e do professor convidado avaliador externo do Cnpq. Trago a seguir algumas fotos das apresentações, público e apresentadores na Jornada desse ano.

 Thamyres (IC UNIRIO) apresentando poster sobre pesquisa com o CINE CCH

 Kelly e Erica apresentando o projeto REUNI

 O movimento nas apresentações de Poster. Muito cheio todos os dias! 

 O público das apresentações orais dos projetos com bolsa PIBIC (área Educação)

 Apresentação da Renata sobre a pesquisa com cinema no ensino fundamental

Grupo de bolsistas da Educação que realizou as apresentações orais na Jornada. 
Nossa Renata infelizmente não ficou para a foto final dos bolsistas.
  

As apresentações foram todas muito boas. Parabéns a todas que se esforçaram para fazer desse momento um momento de superação pessoal e também um momento importante de troca entre as pesquisas realizadas e divulgação das mesmas.

Adriana Hoffmann Fernandes

14 de out de 2012

Participações do grupo em três eventos essa semana!!!

Essa semana que inicia com o dia do professor traz muito trabalho para nosso grupo. Teremos as apresentações dos bolsistas de Iniciação cientifica, monitores e bolsistas de extensão da graduação e também as do projeto da Bolsa REUNI no Mestrado. Teremos três eventos, dois internos e um externo. Trago cada um deles com os nomes dos que terão participação em cada um:

- Semana de Integração Acadêmica (Interno UNIRIO)
Posters - Aquário no térreo do CCH
Apresentação de Marcos da extensão  no CINE CCH - 3ª feira manhã de 9 às 12 h
Apresentação de Maysa Lopes - monitoria - 5ª feira manhã de 9 às 12 h

- Jornada de Iniciação Cientifica (Interno UNIRIO com avaliadores externos do CNpq)
Apresentações de Thamyres Dalethese (poster - 2ª feira de 14 às 17 h) 
Apresentação oral de Renata Ferreira da Iniciação Cientifica - 3ª feira de 14 às 21 h
Kelly Maia e Erica Rivas do Projeto REUNI no Mestrado (poster 3ª feira de 14 às 17 h)

- I Encontro de Educadores de Cinema e Vídeo da UFF
Palestra da prof Adriana Hoffmann sobre o trabalho com cinema e vídeo realizado pelo grupo nas suas diferentes ações - 5ª feira na mesa de 14 às 17 h.

Além desses temos novos integrantes que ainda não apresentarão mas que estarão assistindo os colegas. Afinal, é assim que se inicia... Nilcéia, Aline, Luandi também estarão conosco junto com todas as mestrandas que também puderem prestigiar as colegas do grupo.

Apareçam e venham trocar conosco!!!

Adriana Hoffmann Fernandes


11 de out de 2012

Convidada no CineNarrativas



         No dia 08/10 recebemos em nosso Grupo de Pesquisa como convidada a falar sobre os estudos da juventude a Profª. Eliane Ribeiro - UNIRIO/UERJ. O encontro foi muito rico e prazeroso, nos deixando empolgados com as questões atuais sobre juventude.
         Entre a fala da Profª Eliane, destacamos a condição juvenil e a situação juvenil como fundamentais de serem considerados ao se pesquisar a juventude. A condição juvenil é o modo como é significado para esse ciclo de vida, como simboliza esse ciclo de vida, como esse grupo é significado como jovem. E a situação juvenil, são os percursos dessa condição em seus diversos recortes, essa é específica em cada um delas. As trajetórias dos diferentes jovens a partir dos vínculos/identidades construídas por eles nesse percurso.
         Todo o período de vida da juventude não é um “dado” já “dado” é um dado construído, então como é um dado construído quando a gente pesquisa sobre juventude tem que tentar olhar exatamente que construção juvenil é aquela que eu estou construindo com os meus dados. Nesse sentido, o pesquisador precisa estar aberto a perceber que juventude não cabe em um aspecto apenas. Juventude é uma série de coisas e também tem marcas geracionais e aspectos que se aproximam entre as diferentes juventudes.

Alguns autores recomendados para a área foram:
Helena Abramo, Oscar Dávila Leon, Marcelo Urresti, Mario Margulis com o texto clássico “A juventude não é apenas uma palavra”, Regina Novaes, Machado Pais e Paulo Carrano.  

 
O Grupo de Pesquisa com a Profª Convidada Eliane Ribeiro


Kelly Maia

10 de out de 2012

IV Seminário Mídias e Cotidiano - relato da participação do grupo


As mestrandas Joana Milliet e Lucineia Batista participaram do IV Seminário Mídias e Cotidiano, na Universidade Federal Fluminense - UFF, no GT2: Estudos de Recepção e Consumo, nos dia 27 e 28 de setembro de 2012. Cada uma fez uma comunicação individual e  apresentou seu projeto de pesquisa.
Joana falou de sua pesquisa Narrativas animadas na escola: o processo de criação de filmes de animação no contexto escolar, onde investiga o Anima Escola 2012, uma iniciativa do Anima Mundi, Festival Internacional de Animação do Brasil. Ela acompanhará a produção de filmes de animação de 10 projetos de professores da  rede pública carioca, que fizeram os cursos do Anima Escola, analisando o processo de criação dessas narrativas realizadas pelos crianças e professores utilizando a linguagem da animação.
Lucineia Batista apresentou o trabalho Recepção crítica, produção responsável: os desafios da midiaeducação em tempos de cibercultura, onde fez considerações sobre o cenário da cultura de participação, numa perspectiva dos estudos culturais latino-americanos e da convergência midiática, pautada em Orozco, Martín-Barbero e Henry Jenkins. Apresentou o caso da senhora Cecília, que restaurou a obra “Ecce Homo”, pintada pelo artista espanhol Elías García Martínez, na parede do santuário perto de sua casa, e sua repercussão pelo mundo virtual, transformando-se num fenômeno de apropriação e participação mundial.


Após a apresentação foi questionado se realmente deveríamos nos dedicar à midiaeducação e se não seria melhor debatermos sobre uma legislação específica para a internet, visando à proteção contra seus perigos, especialmente pensando nas crianças. A pergunta suscitou debate envolvendo toda a mesa. Todos foram unânimes em reiterar a importância de se incluir a educação para as mídias nas escolas e, também, de participarmos dos debates sobre marco legal da internet. Quanto à noção de perigo, lembrou-se que ela é marcada historicamente (beijo na boca já foi considerado perigoso), pensamos mais nas oportunidades...

Lucineia Batista